domingo , dezembro 16 2018
Home / Artigos / Jesus e Maomé são da mesma origem: Cananéia, Aramaica, Síria

Jesus e Maomé são da mesma origem: Cananéia, Aramaica, Síria

De acordo com a interpretação correta dos ensinamentos do ALCORÃO, o verdadeiro crente na mensagem de profeta MAOMÉ jamais o poderá ser (muçulmano) se não crer em JESUS e sua mensagem. Isto significa que o verdadeiro muçulmano é cristão porque o profeta MAOMÉ (Muhammad) seguiu os ensinamentos de JESUS com absoluta fidelidade durante 40 anos. O profeta Maomé (Muhammad em Árabe), nascido em 6 de abril de 560, era filho de pais cristãos ( Seguidores de Jesus ) . Até os 40 anos de idade ele teria bebido da fonte da mensagem de JESUS do cristianismo, não o cristianismo dos “vendilhões do templo” antigos ou televisivos, mas do verdadeiro e autêntico cristianismo que ensinava a paz e o amor de Cristo, por isso no Alcorão – o principal livro religioso dos muçulmanos – os cristãos são preservados, Maria é imaculada e os símbolos cristãos devem ser respeitados pelos muçulmanos. O profeta MAOMÉ deixou essa frase significativa : “Toda criatura humana quando nasce é tocada por satanás menos duas criaturas que são: JESUS e sua mãe a VIRGEM MARIA”. Ele disse também: “Eu acredito no Deus Único e testemunho que Jesus é o Mensageiro de Deus “. Assim disse o primeiro aluno que acreditou na mensagegm de Muhmmad , o grande Sábio Ali Bin Abi Talib (genro do profeta Maomé) sobre Jesus Sírio: “À noite o seu candelabro era a Lua, e sua sombra se estendeu desde o leste do planeta Terra até o oeste; Ele não teve uma esposa que pudesse seduzi-lo e nem um filho que pudesse causar-lhe tristeza; e nem dinheiro que pudesse desviar sua atenção; nem ganância que lhe causasse vergonha e humilhação; seu meio de transporte eram seus pés e suas mãos eram seu único servidor; É o filho da pura Virgem Maria. Quem toma Jesus como seu guia, Deus fará sua estrada iluminada para toda a vida “. Além disso, quando o profeta Muhammad se dirigiu a Medina para fugir de seus perseguidores (Hégira), teria sido recebido- ele e seus familiares e seguidores – por cristãos de Medina, que não apenas receberam o profeta de braços abertos, como a todos os seus familiares e seguidores, dividindo (como autênticos cristãos que eram), suas terras e seus bens com os irmãos que chegavam a Medina fugindo da perseguição de poderosos que temiam o surgimento do Islã. Segundo seus seguidores, quando Maomé tinha quarenta anos, enquanto realizava um desses retiros espirituais numa das cavernas do Monte Hira, foi visitado pelo anjo Gabriel que lhe ordenou que recitasse os versos enviados por Deus, e comunicou que Deus o havia escolhido como o último profeta enviado à humanidade . A palavra “ultimo” aqui não significa que DEUS parou de criar pessoas lúcidas como profetas, mas significa que MAOMÉ tem credibilidade e credenciamento absolutos como se fora um cartório que
pode legalizar as mensagens divinas anteriores e pode reconhecer os verdadeiros mensageiros de DEUS especialmente JESUS CRISTO. Maomé deu ouvidos à mensagem do Anjo e, após sua morte, estes versos foram reunidos e integrados no livro Alcorão para conservar os ensinamentos religiosos a fim de não serem corrompidos, difamados e esquecidos. A verdadeira religiosidade não discrimina os homens pelas suas religiões, e que os ensinamentos de Cristo e de Maomé pregam a paz, a harmonia e o amor entre todos os homens e mulheres, independente de credos, nacionalidades, sexo, cor ou raça. No ALCORÃO podemos ler o seguinte: “Não há compulsão na religião. O criador criou o ser humano com mente para distinguir entre a verdade e a inverdade e deu a ele a liberdade de crer em Deus ou não crer. Ninguem tem o direito de compelir alguém a ser crente”. Sobre o falso conflito existente hoje entre cristãos e muçulmanos, podemos declarar tranquilamente que é um conflito fabricado pelas potências colonialistas: “Quando a Inglaterra dividiu a Síria na Primeira Guerra Mundial, criando a Arábia Saudita para entregá-la à família real saudita, wahabita, foi um plano arquitetado para dividir e conquistar o mundo árabe, por isso até hoje a Arábia Saudita é o principal aliado de Israel no financiamento de terroristas e mercenários que atuam na Síria. Os wahabitas se dizem muçulmanos, mas são traidores do islã. Estão a serviço do sionismo e das potencias tirânicas contra a humanidade”. Os “cristãos e muçulmanos são irmãos desde os primórdios da história. Porque tanto a mensagem de Jesus quanto a mensagem de Maomé, inicialmente surgidas e estabelecidas no berço de civilização humana que se chama “Síria geográfica e histórica, especialmente na cidade de DAMASCO” e tanto os primeiros cristãos quantos os primeiros muçulmanos eram também irmãos Sírios que levaram os ensinamentos de JESUS E MAOMÉ para todos os cantos
do mundo. Podemos afirmar tranquilamente que o ALCORÃO que foi escrito em Árabe, não é mais do que O EVANGELHO que foi escrito em aramaico e o idioma Árabe não é senão o idioma aramaico evoluído . Todo mundo sabe muito bem que as letras do alfabeto foram inventadas e criadas na Síria pelos Sírios civilizados e não nos desertos pelos beduínos ignorantes e tribos atrasadas como ainda permanecem beduínos e tribos ignorantes e atrasados. Sempre se respeitaram e trabalharam juntos na construção de um mundo melhor para todos, isto é, os verdadeiros cristãos e muçulmanos, e não os cristãos norteamericanos reféns da indústria bélica e os
terroristas muçulmanos wahabitas. Jesus e Maomé são da mesma origem Cananeia – Aramaica – Síria. O nome do país era antigamente “O país dos Sumérios e Cananeus”, os antepassados fundadores da civilização humana. Após o aparecimento e o estabelecimento da civilização, este país foi denominado “ARAM” que significa o centro de onde brotou a raiz da civilização e a palavra “ARAM” é derivada de “AROUMA” e “ARMA” que tem os significados de “Origem e indicador”. Como aquela região geográfica era o berço da civilização situada no coração do mundo, ela também atraiu os povos de todos os cantos do mundo e serviu como indicador que indicou
e continua indicando o caminho correto para todos os lados do planeta Terra e para todas as nações que formam a humanidade . ARAM tornou-se SIRIA após o aparecimento de senhor Jesus que significa LUZ e os ARAMAICOS tornaram-se SIRIOS que significa “Homens lúcidos”, iluminados, gente de virtudes guiadas pelo grande Mestre Sírio que se chama Jesus que veio com uma mensagem síria para estabelecer no mundo o amor e a paz e todas as virtudes da verdade, do bem e da beleza. A partir do inicio da historia e antes do aparecimento de Jesus há milhares de anos, os Sírios disseram que há um só Criador da existência do Universo e da vida e eles consideraram que a vida é a mãe de todos os seres vivos inclusive os seres humanos e nunca disseram que há muitos criadores, nunca também aceitaram que o Criador é um criador particular, especifico para um só povo, mas Ele é o Criador de tudo e de todos, amando todas suas criaturas . Jesus e seu seguidor Maomé são da mesma origem que é a origem CananeiaAramaica -Síria . As duas mensagens: Cristã e Maometana foram emanadas da mesma fonte que é a Religião Síria cujo propósito é melhorar e beneficiar todos os seres humanos e todos os povos e a palavra Árabe Islã que foi derivada da língua aramaica e não deve ser traduzida através de uma só palavra, mas deve ser traduzida através de uma expressão ou pequena frase para dar o verdadeiro significado. A palavra Islã é uma expressão baseada em dois pilares: um espiritual figurativo outro vital prático que significa a crença em um único Criador e outro pilar vital prático que exige viver neste mundo em virtudes. Se a pessoa crer em um Criador único sem viver as altas virtudes humanas, nunca poderá ser crente no Islã. A partir da interação e da unificação da crença e da prática, o resultado que pode ser produzido é estreitar e diminuir a distancia entre o Criador e a criatura humana . Mas, infelizmente, os Romanos romanizaram a mensagem do Senhor Jesus, ameaçador do império da Roma que tornou-se uma mensagem romana e não a mensagem de Jesus . As tribos beduínas ignorantes da península arábica difamaram, distorceram e arabizaram a mensagem de Maomé até que se tornou arabizada. Em vez de divulgar a mensagem civilizada síria de amor, misericórdia e paz de Jesus e de Maomé no mundo inteiro para o bem da humanidade, foram divulgados os pensamentos de ódio, vingança, invasões e tiranias que levaram e continuam levando a humanidade no caminho da destruição e desvanecimento. Youssef Mousmar, escritor e tradutor

para baixar artigo Jesus e Mohammad clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *