terça-feira , abril 7 2020
Home / Artigos / Gibran Khalil Gibran e Antoun Saadeh Mesma fonte , mesmos ideais

Gibran Khalil Gibran e Antoun Saadeh Mesma fonte , mesmos ideais

 

Uma Olhar sobre Gibran Khalil Gibran e  Antoun Saadeh

www.jornalaguaverde.com.br

 

O poeta Gibran Khalil Gibran 6 de  janeiro de 1883- 10 de abril  de 1931

Gostaria de levar ao conhecimeto  de vossa  senhria  que o poeta filosofico  Gebran Khalil  Gebran  e o sociologo e filosofo  Antoun Saadeh São da mesma nacao e da mesma patria  que se chamava antigamente : ( ARAM )- A mesma terra e mesma nação  onde nasceu , viveu e lançou o senhor Jesus Cristo  seus ensinamentos na lingua aramaica  e onde  também foi  crucificado .

A palavra (ARAM)  significa encruzilhada  central onde há o ponto essencial de sinalização  para os quatro direções             do planeta terra

A palavra (ARAM)  significa encruzilhada  central onde há o ponto essencial de sinalização  para os quatro direções             do planeta terra .

(ARAM) significava o lugar de destinação  pela qual , além de chegar ao destino desejado , podemos também  descobrir e saber o caminho certo e correto para outros lugares novos que podem existir na  planeta terra.

Após  o aparecimento de Senhor Jesus Cristo com seus ensinamentos  humanos e avançados , o nome da terra geografica ( ARAM)  foi  alterado , ganhou outro nome pelo  Senhor Jesus Cristo  e tornou-se  ( SIRIA )  que significa ( LUZ ), isto é  derivado dos ensinamentos Novos  de Senhor Jesus Cristo .

Assim arescentando  além das direções  dos quatro  lados do planeta terra  mais uma direção  nova para cima , para o Ceu para combinar com a frase  eterna de Jesus Cristo  que disse  : ( Eu vim como luz  a fim de iluminar o  caminho dos errantes ).

O verdadeiro significado da  palavra ( SIRIA ) é (LUZ)  e o verdadeiro significado da palavra ( SIRIO) é iluminado e guiado pela luz de Ensinamentos de Jesus Cristo.

Isto significa que a mensagem  de  Jesus  Cristo visou iluminar as mentes e os coracoes  de todos os humanos neste mundo com a mensagem da Luz que significa ( SIRIA )  que é caracterizada pelas mais altas virtudes de misericordia , amor , paz  e civilização  .  Jesus apareceu neste mundo como um conjunto  ou contexto de altos valores formados de  Fonte de luz , virtudes vividas e boas ações que são os pilares da mensagem  Síria e os praticantes Sírios , isto é a lucidez e os lúcidos

Jesus apareceu neste mundo como um conjunto  ou contexto de altos valores  formados da Fonte de luz ,  de virtudes humanas vividas  e  de boas ações que são os pilares da mensagem  Síria do Jesus  e os princípios dos praticantes de tais virtudes Sírias , isto é a verdadeira lucidez e os verdadeiros  lúcidos

Esses são as pais de Gibran Khalil Gibran e de Antoun Saadeh que morreram e que são as gerações da civilização humana desde a época da Suméria até os dias de hoje.

Esta é a Síria de Gibran Khalil Gibran e de Antoun Saadeh : Um ambiente geográfico natural distinto no coração do planeta terra e  uma nação civilizada distinta e criativa, que deu ao mundo os princípios da ciência, conhecimento , arte e virtudes para estabelecer  uma vida humana melhor baseada no amor ,  misericórdia , verdade , justiça e respeito de direitos de todos os povos .

E por tudo  isso Antoun Saadeh  disse :”    Essa é a verdadeira Síria onde surgiu  o primeiro raio dos cânones civilizados abraçados pelos seres humanos como meios do progresso, e a partir dela  começou a estender aquele raio em todas as direções do mundo onde tal raio foi tomado como exemplo  pelos intelectuais, para suas criações e acrescentaram as produções e invenções necessárias para uma vida melhor. E seguem nessa missão até nosso tempo, atuando sob aquele farol civilizacional.  ”

No inicio de aparecimento de Jesus Cristo  ele falava aramaico .  Após  o lançamento   de seus Ensinamentos , a lingua tornou-se (Lingua  Siria)  e a patria de Jesus ( ARAM)   ficou denominada  ( Siria ) que ocupa todo  o territorio estendido da Fronteira de Asia Menor ( Atualmente Turquia) na parte norte  até o Canal Suez  e Mar Vermelho que fazem fronteiras com o Egito  e Penisula Arabica . estende-se também  das fronteiras de Iran na parte Leste até o Mar medeterranio no Oeste , incluindo a Ilha de Chipre situada nas costa da Siria  “. e alem

Como foi mencionado na enciclopedia :  ” A  Primeira Guerra Mundial trouxe consigo o fim do Império Otomano  e, as potências ocupantes Britanicas e Francesas  decidiram controlar todo este vasto território e posteriormente dividirem a patria Siria que se tornou varias patrias  e o povo Sirio que se tornou varios povos como ( Sirios , Libaneses , Iraquianos , Jurdanianos , Palestinos , Kwaitianos e povo da Ilha de Chipre

Assim foi citado na enciclopedia :

 As divisões previamente estipuladas pelo Acordo Sykes-Picot elaborado ainda em tempo de guerra foram alteradas em San Remo. ”

Sobre as divisioes mencionadas , Gibran Khalil gebram escreveu seu famoso artigo :

”  Meus pais morreram   “que  disse :

Meus pais morrerem , e estou sozinho vivo , chorando , sofrendo , sustentando na minha  solidão  e isolamento minha desgraça .

Meus pais morreream  e minha vida  se tornou , depois deles, uma parte  daquela desgraça que me atacou.

 Eu prefereria  que todo o meu povo morresse , revoltando-se contra  os governos  tiranicos , pois  a morte em defesa da liberdade  e da vida  digna  é mais digna  e honesta do que a vida  nas sombras da rendição e  escravidão

O meus compatriotas Sirios , meus  e vossos pais  morreram . O que  podemos  fazer  para salvar aqueles  que ainda  nao morreram :!

Em uma exposição com os primeiros trabalhos  de Gibran despertou o interesse de Mary Haskell, diretora de uma escola americana, que lhe ofereceu um curso de artes em Paris escreveu em seu diário em junho de 1911:

. (A Síria está se tornando cada vez mais uma amadora séria e ativa para Gibran Khalil Gibran , e acredito que a partir de agora Gibran Khalil Gibran  não descansará no que está fazendo por ela, e criará uma escola que diga o que sua alma diz que  a vida será morta quando a Síria morrer)

Gibran Khalil Gibran  escreveu  em sua carta, em 1914 , a Mary Haskell, após a divisão executadas  pelas  potencias Americanas , Inglesas e francesas o seguinte :

   Se minha morte pudesse realizar um grande feito pela Síria, então que a Síria levasse a minha vida.  ”

E escreveu em outra carta a ela também  :

Se eu acho  que meu sangue pode ajudar a salvar a Síria do que ela , nesta época, está sofrendo, eu nunca hesito, uma só  instante , sem sacrificar meu sangue para salvá-la “.

Gibran escreveu também a Mary Haskell sobre a situação miserável da Síria em consequência das divisões  impostas pelas grandes potencias dizendo :

( Oh, Mary ! , oh Mary, que país infeliz é a Síria! , e que infelizes são os  filhos da Síria.

 Eles  sofrerem muito e suportaram tanto tempo dores e dores e tanto tempo que se tornou dor, dor terrível, uma segunda natureza para eles  .

  Eu olho para a Síria neste momento, através de uma olhar apaixonada do filho sobre sua mãe doente, com duas  enormes doenças , a doença  da imitação  e a doença de tradições

Eu não sou patriota fanático , Mary, mas meu coração está queimando, sofrendo e   chorando pela Síria

O destino foi duro de mais com ela na maior parte do tempo.

 Ah, foi muito duro. Muito duro . Os deuses da síria estão mortos, e seus filhos a deixaram, para procurar alimento em lugares remotos, e a maioria de  suas filhas estão mudas e   cegas, e ainda assim a Síria  está viva, viva, Isso é muito doloroso para mim, porque ela está viva no meio de sua miséria . ) 

Logo depois , Gebran Khal Gebran fundou uma associacao  Siria chamada : ( liga dos dedos de ouro ) para costurar o que foi rasgadodo na Siria  a fim de unificar o povo Sirio  e manter a  unidade da patria , mas infelizmente  ele morreu em Nova yorque  antes de alcançar  seu objetivo .

 

O Sociólogo e Filosofo  Antoun Saadeh1o. de março 1904- 8 de julho 1949

 

 

Mas o apelo de Gibran Khalil Gibran a seus compatriotas sírios não foi em vão  e o sociólogo e filosofo  Antoun Saadeh , em Sao Paulo –  Brasil ouviu  o apelo e escreveu um famoso texto que disse :

   Saudações à minha pátria

Profundas  saudações à minha pátria se ainda está viva.                                                                          Profundas saudações à minha pátria se ela já foi morta                                        Profundas saudações  aos meus pais  se  ainda  estão vivos.                                                                             Profundas saudações aos meus pais se eles foram mortos.                                                                              Você e eu, meu irmão, deixamos nossa pátria e nossos país e emigramos para ajudar nossos pais e  dignificar a nossa pátria.                                                                             O que aconteceu , meu irmão, para que a emigração estabelecesse um muro tão sólido e tão duro entre nós? Nem você está comigo, nem eu  estou contigo.                   Nem você sente os meus sofrimentos, nem eu sinto os teus.                                                                             Nossa pátria foi escravizada e se tornou morta e você, meu irmão, sempre correndo sem olhar para  trás, nem para a pátria e nem para os pais.                                       Será que o amor que  você tinha no coração  se transformou em ódio e o patriotismo se tornou egoísmo deixando você desinteressado  pela pátria e pelos  pais?

Faça o que quiser,meu irmão, mas eu vou ficar fiel até o fim da minha vida à minha pátria e aos meus pais, sejam vivos ou mortos.

Minha decisão de retornar à minha pátria é definitiva,  pois ela me necessita e eu a necessito.                                                                                                                            A minha pátria está me chamando.                                                                                   O meu povo está me esperando.                                                                                   Não tenho dúvida que a minha pátria levantar-se-á e ocupará o lugar que merece entre as pátrias…”.

Em São Paulo, começou Antoun Saadeh sua marcha crescendo, estudando, evoluindo, aprendendo, pensando, trabalhando, esforçando-se e lutando para fazer alguma coisa que pudesse movimentar os imigrantes sírios imigrantes honestos, a fim de salvar seus irmãos residentes na Síria, agora dividida.

Enquanto viveu no Brasil, ele estudou, além de francês e inglês, que anteriormente estudava, os idiomas: alemão, russo, português, espanhol e  italiano.

Lecionou, em São Paulo, História, no Liceu São Miguel

Em1930, retornou à pátria natal e começou a lecionar o idioma alemão na Universidade Americana de Beirute que, anteriormente, chamava-se Escola Evangélica Síria.

Em 1932, fundou e liderou o movimento nacionalista- social sírio que ficou secreto até 16 de novembro de ano 1935, quando, então, o movimento se tornou conhecido e, Antoun Saadeh, entrou pela primeira vez na prisão com centenas de estudantes e partidários, sendo julgado pelo governo francês e sentenciado a seis meses por acusação de que trabalharia para a unificação da Síria geográfica,  contra a vontade dos colonizadores  que a dividiram  para melhor poderem dominar. Naquele período ele escreveu seu livro (Gêneses das nações, volume nº 1) –  formação das nações -Após seis meses, foi posto em liberdade, mas foi detido novamente no final de junho de 1936.

Dentro da prisão, escreveu o segundo volume do livro (Gêneses das nações nº 2) -formação da nação síria – mas, desta vez, o manuscrito foi confiscado na prisão e as autoridades francesas recusaram-se a devolvê-lo e continuaram  recusando,  até o próprio momento de devolver o manuscrito mencionado.

Antoun Saadeh, de 1935 até 1938, foi o principal líder nacionalista- Social , mas passava seu tempo na prisão ou perseguido pelas autoridades francesas que dominavam seu país naquela época.

Depois de ter sido colocado em liberdade no ano 1938, ele fundou o jornal AL-NAHDAH, ( O Renascimento) e continuou a liderar o partido até deixar o país em 1938 para organizar suas filiações ao redor do mundo, especialmente nos países europeus e americanos.

Na ausência de Antoun Saadeh, ele foi julgado à revelia e sentenciado pelas cortes francesas a vinte anos de prisão e vinte anos de exílio.

No Brasil, fundou uma filial do Partido dos Imigrantes e o jornal “Souria AL-jadidah”,que significa Nova Síria, mas foi detido em São Paulo  por dois meses sob acusações dos agentes coloniais franceses, as quais foram constatadas como falsas, tendo sido comprovada a improcedência  das acusações e, assim,  posto em liberdade.

No entanto, as autoridades brasileiras pediram, sob pressão de governo francês, a saída dele do país o quanto antes. Ele deixou o Brasil e dirigiu-se à Argentina, onde também foi procurado em Buenos Aires por denúncia da embaixada francesa naquele país.

Como foi constatada a falsidade da nova denúncia e como não possível expatriá-lo, por motivo da segunda guerra mundial, teve ele que permanecer na Argentina até 1947.

Em 2 de março de 1947, retornou à sua pátria onde foi recebido  por dezenas de milhares de partidários que chegaram a Beirute de todos os cantos e regiões da Síria geográfica: do Líbano, da Palestina,  da pequena e atual Síria, da Jordânia e do Iraque. As autoridades libanesas nomeadas pelos franceses, expediram um mandado de prisão contra ele, com validade de sete meses, mas sendo revogado posteriormente.

Logo depois da sua chegada em Beirute, fundou o jornal AL-Jil AL-Jadid, (A Nova Geração.)

No escritório e no local de impressão deste jornal, ocorreu a execução de um plano orquestrado pelas autoridades libanesas, imposto pelos colonizadores, em coordenação com organização fundada pelos franceses, que o atacaram e incendiaram .

Após disso, Antoun Saadeh, dirigiu-se à Damasco,

Durante aquele tempo, uma conspiração internacional entrou em vigor, envolvendo as grandes capitais como Washington, Paris e Londres, além das capitais árabes, Beirute, Damasco, Cairo, Amã  e Bagdá e,  em 7 de julho de 1949,  o presidente  sírio Husni Al-zaim, que teve boas relações com Antoun Saadeh, traiu-o  e entregou  aquele grande líder às autoridades  libanesas.

Antoun Saadeh foi interrogado, julgado e executado em poucas horas, sem ter chance de defesa. Foi executado por um pelotão de fuzilamento às 3.20 da madrugada de 8 de

julho de 1949.e a decisão de execução foi assinada pelo presidente e primeiro ministro do Líbano em 09/07/1949

As únicas palavras ditas por ele naquela madrugada e que foram propagadas pelos assistentes depois da execução, foram as seguintes:

Não me importa como vou morrer, mas me importa por qual objetivo e propósito devo morrer.

Eu morrerei, mas o meu movimento e sua doutrina  ficarão eternos.

Eu completei minha missão e estou assinando a execução da minha mensagem com meu sangue.

Por favor, me deixem ver como as balas sairão das  armas de meus compatriotas  e entrarão no meu peito.

Muito obrigado… “

Depois que Antoun Saadeh foi executado, as autoridades libanesas executarem também seis membros de seu partido, cada um de uma seita religiosa, porque o partido  conseguiu abranger cidadãos de todas as seitas e regiões conhecidas na Síria geográfica. Não podemos estranhar os atos bárbaros de governo libanês naquela época, pois era um governo credenciado e imposto pelas forças estrangeiras que também perseguiram todos os talentos e gênios como o grande filósofo e internacionalmente conhecido,  Gibran khalil Gibran,  que também foi perseguido anteriormente pela parceria entre os colonizadores estrangeiros, eclesiásticos e feudais  locais e que morreu longe da sua pátria.

Não exageraríamos se falássemos que dezenas de milhares de imigrantes espalhados pelo mundo inteiro foram perseguidos porque eram simpatizantes das idéias de Gibran  Khalil  Gibran e Antoun Saadeh

Encaminho lhe a frase seguinte sobre a doutrina de Antoun Saadeh :

” Os ensinamentos da doutrina Nacionalista – Social convidam a todas as nações a abandonarem doutrinas de interpretação da evolução humana com base nos princípios espirituais tão somente; e também doutrinas que a interpretem do outro lado, ou seja, somente com os princípios materiais, pedindo que as nações desistam de considerar uma guerra mortal entre as forças espirituais e as forças materiais, como se isso fosse uma necessidade para o mundo; e para comungar conosco que a base do progresso humano é uma base espiritual- material ( Matéria-Espirito), e que a humanidade mais avançada é a que está ciente deste fundamento e busca construir seu futuro sobre ele.

Os entusiastas da filosofia materialista não podem dispensar o Espírito e sua filosofia e também os entusiastas da filosofia espiritualista não podem dispensar a Matéria e sua filosofia. ”

Assim eram  : O poeta  filosofo Gibran Khalil Gibran e o sociólogo filosofo  Antoun Saadeh dois grandes gênios que foram obrigados a deixar  o mesmo  berço da civilização da humanidade mas nunca traíram   aquele berço e continuaram fieis apesar  dos enormes sofrimentos insuportáveis  porque a filosofia dos dois disse : Quem trai a pátria mãe é capaz de trair todas as outras  pátrias e nunca pode ser fiel  para nenhuma pátria . o primeiro morreu  longe  dos seus pais  sem desistir de lutar por um mundo de amor   e o segundo foi assassinado pelas mãos de traidores  de seu povo com ordens  dos colonizadores porque nunca deixou de lutar por um mundo melhor , vida melhor , virtudes humanas e valores civilizadas para todas as nações .

 

A Síria de Gibran Khalil Gibran e de Antoun Saadeh  é a mesma Síria de Jesus  : Um ambiente natural distinto , fértil  , criativo  e generoso  que deu a humanidade tudo que que pode melhorar  o nível  da vida humana   de  sabedorias ,ciências, conhecimentos , artes e virtudes a fim de estabelecer  e fortalecer  as raízes de amor ,  misericórdia , verdade , justiça e respeito de direitos de todas as criaturas deste mundo.

Diretor Cultural da associação Cultural Sírio – Brasileira

Youssef Mousmar

Check Also

Antoun Saadeh: o conceito evolutivo de surgimento da espécie humana

 Antoun Saadeh: o conceito evolutivo de surgimento da espécie humana O autor do livro ”Gênese ...